Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» Vim para o estrangeiro
Qui 23 Abr 2015 - 15:27 por Marina Coelho

» O nosso cão corresponde às nossas expectativas?
Sab 12 Out 2013 - 13:00 por Inês Lima

» Atitude agressiva, ajuda!
Sex 27 Jul 2012 - 8:59 por floijdt

» O CÂO DE PASTOR ALEMÃO
Qui 12 Abr 2012 - 14:38 por canil daktari

» Problemas de comportamento...
Qui 22 Mar 2012 - 9:07 por Careto Chinês

» American Staffordshire Terrier agressivo com os donos
Sab 3 Mar 2012 - 9:04 por floijdt

» American Staffordshire Terrier
Ter 28 Fev 2012 - 17:46 por tonny

» Comportamento
Qua 16 Nov 2011 - 13:20 por Julieta Silva

» Cadela e as necessidades
Seg 14 Nov 2011 - 9:55 por floijdt

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar

Atitude agressiva, ajuda!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Atitude agressiva, ajuda!

Mensagem  CRaposo em Ter 24 Jul 2012 - 16:12

Tenho cinco cães, um caniche toy, um chiuaua, dois yorkshires terriers e um cão sem raça definida. Adquiri os yorkshires à duas semanas e desde então o meu cão (o sem raça definida) tem vindo a desenvolver um comportamento anormal. Parece nervoso, ataca outros cães e pessoas na rua, e inclusivé já mordeu aos donos, mas sobretudo, vira-se muito contra os yorkshires com muita violência. Já tentámos promover o desaparecimento deste comportamento e não vemos resultados. A situação começa a fugir-nos do controlo e não sabemos o que havemos de fazer nem como havemos de reagir, obrigando à permanência constante de uma pessoa em casa. O cão está em constante estado de alerta e treme bastante.
Esperava que me pudesse ajudar urgentemente.

Aguardo resposta,
Com os melhores cumprimentos, CRaposo

CRaposo

Mensagens : 2
Data de inscrição : 24/07/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Atitude agressiva, ajuda!

Mensagem  floijdt em Qui 26 Jul 2012 - 10:39

Boa tarde:

A entidade que suporta este fórum, o Centro Canino de Vale de Lobos, tem a sua atividade principal centrada na formação de profissionais na área canina, sendo assim, colocámos a sua questão no universo dos profissionais por nós formados convidando-os a ajudá-lo/a a resolver o seu problema de convivência entre os seus cães. Nesse contexto houve 4 técnicos/as que se dispuseram a ajudá-lo/a. Passamos a transcrever as soluções preconizadas por cada um:

Boa tarde,
antes de mais não me quero precipitar e vou tentar ser um pouco cauteloso porque estou a ler o que se está a passar, mas não estou a observar, e tal como nas situações que já me ocorreram existe um motivo para tal estar a acontecer e sem estar presente não me posso pronunciar com grandes bases,mas uma causa que penso que será a principal será a postura dos membros que habitam com estes animais, devendo no meu ver ter uma postura mais firme e sem cedências (fazendo o que o dono quer e não o que eles querem), e devem tentar de alguma forma também desgastar alguma energia extra que eles possam ter através de passeios diários com média duração.
Não posso comentar mais sem presenciar a situação em si, e perceber o que os donos fazem para a corrigir.

Abraço
Simão Marques

________________________________________________

Boa tarde Silvio,, também ser ver a situação é um cad complicado. Mas eu penso que os dois yorshire não foram talvez bem apresentados pelos donos a matilha existente e talvez lhes daram muito atenção do facto que chegaram ha pouco e não ao resto da matilha do facto o rafeiro que devia ser já dominante em relação a matilha inteira )donos e cães) com este entrada de dois "estrangeiros" teme perder a sua posição na hierarquia da matilha e do facto fica desequilibrado. Os donos sim devem a minha ideia ser mais firme mas positivamente, não deixar este rafeiro tomar posse da liderança e dar muito passeio a ele e exercícios no passeio (passeio junto e não ele a ir a frente e fazer sentar, deitar no longo do passeio para afirmar os donos a liderança deles) e no passeio tem também )o outro dono levar os yorshire lado ao lado e um dono entre os yorshire e o outro cão bastante vezes para ele habituar-se pouco a pouco na presença dos yorshire. Também um dono pode ir a frente com os yorshire e outro dono com o rafeiro atraz mas sem aproximação imediata Espero ter ajudada um cad,
bjs

Dominique Martins

____________________________________________

Boa tarde,

Tenho 14 cães Serra da Estrela adultos. Assim, é natural que não sempre todos se entendem bem.

Os machos são cuidadosamente separados, cada um no seu parque espaçoso com algumas fêmeas.

Mas também entre as fêmeas pode haver litígios, rivalidades e mal entendimentos. Penso, que é importante de afirmar a nossa autoridade, como para dizer aos cães: aqui sou eu que manda! Para conseguir isso, levo na mão um ramo flexível de uma arvore ou de um arbusto, com folhas. Se vejo que algumas cadelas querem imporem-se uma a outra, agito com o rama, como para dar sinal : cuidado, aqui sou eu que manda! Curiosamente este truque com o ramo flexível funcione sempre muito bem.

No caso citado em baixo seria talvez conveniente de esterilizar o macho de raça indefinida, para diminuir o seu stress de querer dominar sem conseguir. O separava das outros cães nas alturas em que não está sobre a nossa vigilância, igualmente para diminuir o stress. Seria bom de passear com todos, a dona com um ramo flexível para aumentar a sua autoridade e fazer uma certa separação entre os cães que não se entendam. Os observar e se necessário os separar quando se nota o aumento de stress nos cães. Ev. administrar ao cão stressado “Kalm-Aid” para o ajudar de encontrar um estado mais calmo. No inicio de um passeio deve ser sempre a dona ir em frente para sinalizar a sua posição de chefe.

Este foi a minha sugestão e certamente os outros iram ter ainda mais ideias para resolver este problema.

Suzette Veiga

www.estrela-dog.com

_________________________________________

Boa tarde a todos,

Isso é claramente falta de exercício e falta de disciplina como já referiram.
Escrevi um artigo para a cães e lobos n' 3 acerca disso, ao q recomendo a leitura.
Os rafeiros têm sempre o instinto de sobrevivência mais apurado q outros cães, sobretudo os machos, o q implica regras mais restritas pois rapidamente se habituam a usar a agressividade como um meio de conseguirem o q querem e por esse facto tornarem-se dominantes.
Resolver esse problema vai muito além das capacidades da pessoa q solicitou a ajuda, implica exercício físico, adestramento e contra-condicionamento.

Um abraço,

André Moreiras
Passos Caninos

_____________________________________________

Fazemos votos para que as sugestões destes profissionais a/o ajudem a resolver o problema com que se debate.

Vá dando notícias.
avatar
floijdt

Mensagens : 82
Data de inscrição : 22/12/2008
Localização : Vale de Lobos - Sintra

Ver perfil do usuário http://www.dobermann-pt.com/ccvl

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Atitude agressiva, ajuda!

Mensagem  CRaposo em Qui 26 Jul 2012 - 13:18

Quero agradecer a vossa disponibilidade e o vosso entendimento. Alguns dos conselhos, como passeios prolongados já eram habituais, os outros vou começar a aplicá-los.

Agradecida,
CRaposo

CRaposo

Mensagens : 2
Data de inscrição : 24/07/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Atitude agressiva, ajuda!

Mensagem  floijdt em Sex 27 Jul 2012 - 8:59

Boa tarde:

Mais uma contribuição:

Boa noite,

Avaliando apenas pelo que foi escrito no texto e para além das opiniões dos restantes colegas no que se refere a exercício físico e necessidade de uma maior disciplina, considero que a forma como se realiza a entrada de novos membros numa matilha, muitas vezes define logo muitos factores, desta forma deve sempre ser preparada de modo a que os novos membros sejam sempre aceites pelos mais velhos sem que estes se sintam ameaçados pelos novos membros e sintam necessidade de mudar comportamentos. Nós devemos sempre, tal como a Suzete refere, ser o lider e a restante matilha seguidora e neste caso as medidas deverão ser tomadas de forma imediata, os cães devem ter noção de a quem devem obedecer e como se comportar, sem desenvolverem necessidades de defesa dos seus donos ou outros sintomas.
No meu caso pessoal, em todas as vezes que introduzo novos cães, sejam eles cachorros ou "visitas de fim de semana" em casa, preocupo-me mais em dar atenção aos que estão do que ao novo membro, pois considero que por vezes o excesso de atenção ao novo cão em detrimento dos outros pode desencadear determinados comportamentos não desejaveis, mas claro que nesta fase a observação dos comportamentos de forma a proceder à sua correcção é importante, a nossa postura aqui deve ser calma, mas firme, vincando o nosso papel de lider.

Sem uma avaliação mais pormenorizada sobre este tema é difícil opinar de forma correcta no sentido de qual o melhor procedimento, ficam as ideias principais.

Obrigada.

Anabela



Cumprimentos:
avatar
floijdt

Mensagens : 82
Data de inscrição : 22/12/2008
Localização : Vale de Lobos - Sintra

Ver perfil do usuário http://www.dobermann-pt.com/ccvl

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Atitude agressiva, ajuda!

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum