Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» Vim para o estrangeiro
Qui 23 Abr 2015 - 15:27 por Marina Coelho

» O nosso cão corresponde às nossas expectativas?
Sab 12 Out 2013 - 13:00 por Inês Lima

» Atitude agressiva, ajuda!
Sex 27 Jul 2012 - 8:59 por floijdt

» O CÂO DE PASTOR ALEMÃO
Qui 12 Abr 2012 - 14:38 por canil daktari

» Problemas de comportamento...
Qui 22 Mar 2012 - 9:07 por Careto Chinês

» American Staffordshire Terrier agressivo com os donos
Sab 3 Mar 2012 - 9:04 por floijdt

» American Staffordshire Terrier
Ter 28 Fev 2012 - 17:46 por tonny

» Comportamento
Qua 16 Nov 2011 - 13:20 por Julieta Silva

» Cadela e as necessidades
Seg 14 Nov 2011 - 9:55 por floijdt

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar

Erros durante a sociabilização Inter-específica

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Erros durante a sociabilização Inter-específica

Mensagem  floijdt em Qui 8 Jan 2009 - 9:41

Olá Sr Silvio,

À hora da refeição, o Klein, vem para a porta da cozinha, e desata a ladrar (um latir, misturado com choro). E fica assim durante toda a refeição (mesmo que esteja a chover e ele fique todo molhado!). É muito, mesmo muito irritante! Além de ser incomodo para os vizinhos!

Pelo que conheço da pestinha, acho que é devido a:
Ele veio para casa no tempo quente. Jantavamos lá fora, e ficavamos a brincar com ele até tarde. Passavamos muito tempo na parte de fora da casa. Além disso, e contra as minhas "ordens", a minha mãe "falava" com o Klein enquanto cozinhava ("feio, só fazes asneiras...fofinho, tens saudades nossas...bla,bla,bla").
Com o tempo frio, e o anoitecer cedo, passamos pouco tempo ca fora (quando chove não dá para brincar ao "busca" porque ele escorrega). A minha mae deixou de falar com ele porque a porta da cozinha está fechada por causa do frio.
Ora o Klein vê os donos dentro de casa em tremenda festa, e ele sente-se "fora" dessa festa. Deixa de ser o centro das atenções.
Ai começa a ladrar para ter atenção, e para irem brincar com ele.
Tentei que todos ignorassem o Klein, mas foi impossivel convencer os restantes elementos a conseguirem estar 1h a ouvir o cao ladrar como se nada fosse.
Todos argumentaram que seria a falta de porrada...ie, com uns bons tabefes ele calava-se.
A verdade é que o Klein teve a reacção a que eu chamo cá em casa de "prefiro que me batas, mas venhas cá fora! do que fiques ai dentro sem me dar atenção". Apesar de levar umas sacudidelas (ele chegava a apresentar sinais de medo), levada e continuava a ladrar, levava e voltava a ficar a ladrar. Quase que um jogo a ver quem cedia!

Desisti disso porque não conseguia bater-lhe

Não sei que as explicações que eu encontrei para o comportamento do Klein fazem algum sentido! São mero resultado do que conheço do Klein.

A questão mais importante é: O que faço para o calar??? Fico doida com tanta gritaria!

Obrigada pela ajuda!

Paula
____________________________________________


Olá Paula:

Em primeiro lugar eu sou Sílvio e não Sr. Silvio.

Diagnóstico

O problema do seu cão tem origem numa patologia bem definida e infelizmente muito habitual nos nossos cães: Uma deficiente e inadequada socialização inter-especifica. Isto quer dizer muito simplesmente que em vez de ter tratado o seu cão como cão que ele é, tratou-o como pessoa que ele não é. E assim despoletou nele o instinto gregário, que é muito forte em espécies que assentam a sua organização social na unidade de um grupo geralmente homogéneo. Esqueceu-se que ao tratá-lo daquela maneira no Verão ele iria cobrar tratamento idêntico em qualquer época do ano e, se calhar, para sempre na sua vida, uma vez que o processo de socialização é geralmente irreversível, quer seja para o bem ou para o mal.

Tratamento

Este, como quase todos os tratamentos de patologias comportamentais, é difícil, moroso, requer muito empenho do/s dono/s e não é garantido o seu êxito a 100%. Consiste em ignorar as condutas incorrectas e premiar as correctas. O bater aqui não resulta uma vez que estamos a dar importância ao comportamento do cão. Quando ele estiver calado vá ter com ele dê-lhe muitas festas e reforce com alguns biscoitos. Tente que o espaço onde ele está habitualmente, esteja repleto de estímulos agradáveis, brinquedos, bolas, etc. Mas fundamentalmente vai ter que mudar a sua atitude e a dos seus familiares perante ele e tratá-lo como um cão: Locais e horas certas para comer, brincar, dormir... Estabelecer regras, definir limites, enfim agirem como líderes. O cão agradece.

Um abraço

Sílvio Pereira
___________________________________________


Obrigada Silvio! Wink

Vou tentar... e vou dizer-lhe quais os resultados! Smile

Paula
avatar
floijdt

Mensagens : 82
Data de inscrição : 22/12/2008
Localização : Vale de Lobos - Sintra

Ver perfil do usuário http://www.dobermann-pt.com/ccvl

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum